Entenda o que é a Alta Costura

É comum encontrarmos no Brasil pessoas e marcas que se intitulam alta costura, inclusive, quando falamos aqui do Clodovil e do Dener fizemos questão de não usar esse termo para suas criações. O motivo é que a alta costura é uma patente e só existe em Paris, com um seleto grupo de marcas que são convidadas.

 

Tudo começou com Charles Frederick Worth, um dos nomes que revolucionou a história da moda para sempre. Em 1868, percebendo um crescimento na produção de roupas feitas em máquinas de costura e fábricas, Worth decidiu abrir a Câmara Sindical da Alta Costura, a ideia era valorizar o trabalho manual e sob medida.

 

Era comum, que até então, os costureiros seguissem os desejos de suas clientes ou mesmo reproduzissem peças já existentes. Worth inverteu esse sistema, sendo procurado por suas clientes para criar o que ele julgasse “de bom gosto”, ele passa a ser o que conhecemos hoje como estilista. Worth também foi o primeiro a usar modelos para expor suas criações, dando início aos desfiles de moda.

 

Alta Costura Dior - Foto: Reprodução
Alta Costura Dior – Foto: Reprodução

Para ser considerada uma maison, se filiar à haute couture, a marca precisa ser convidada e seguir uma série de regras como as peças feitas à mão, desde a costura até o bordado, ter loja no ‘Triangle d’Or’, ter o seu próprio perfume, uma estética francesa, um contramestre, uma assistente do contramestre e ser membro da Chambre Syndicale de la Haute Couture (Câmara Sindical de Alta-Costura).

 

Além das maisons já filiadas, é comum que a Câmara convide outros estilistas, ou couturière, como foi o caso do brasileiro Gustavo Lins. Todos os anos os membros convidados podem ser renovados e se alguma das maisons não cumprir todas as exigências podem ser convidadas a se retirar do seleto grupo.
Giambattista Valli 2016 - Foto: Reprodução
Giambattista Valli 2016 – Foto: Reprodução

 

Algumas marcas que fazem ou já fizeram parte dos desfiles de haute couture são Chanel, Dior, Schiaparelli, Maison Margiela, Atelier Versace, Zuhair Murad, Elie Saab, Bouchra Jarrar, Stéphane Rolland, JPG, Viktor & Rolf, Adeline Andre, Ulyana Sergeenko, Fendi, Giorgio Armani Privé, Alexis Mabille, Maurizio Galante, Alexandre Vauthier, Giambattista Valli, Ralph & Russo, Dice Kayek e Franck Sorbier.

 

Atualmente existem pouquíssimos consumidores de alta costura no mundo, todas as peças vendidas são feitas sob medida e custam fortunas. Apesar de caras, as vendas não são capazes de sustentar financeiramente as marcas, que sobrevivem da venda de cosméticos, perfumes, bolsas, sapatos e etc;.

 

Agora que você sabe de onde surgiu o termo alta costura dá pra entender porque é errado chamar a moda festa sob medida brasileira de haute couture.